SEJA BEM-VINDO!!!!

SEJA BEM-VINDO!!!!
Este é um espaço dedicado à estudantes e profissionais de serviço social e também àqueles que tem interesse pelos assuntos sociais do nosso país, que acreditam e contribuem para a efetivação dos direitos de todos os cidadãos!

Seguidores

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Um desabafo emocionado...injustiça e impunidade!


  Luzia Aparecida da Silva, 29 anos, morreu  em Dourados, após ser atropelada quando estava na calçada, por um veículo  conduzido por um adolescente de 17 anos. No momento do acidente, Luzia estava na companhia da filha de 2 anos, que presenciou a tragédia. Luzia carregava a filha no colo e quando percebeu que o carro vinha em sua direção, jogou a filha num gramado para salvá-la do acidente.






    " Uma jovem mulher, mãe, filha, irmã e amiga, essa era a minha irmã Luzia,            com todos os seus sonhos para realizar, com 4 filhos para criar, uma menina de 2 anos e 3 meninos sendo um de 6, 8 e 9 anos e seu esposo, que por gloria a Deus, hoje é mãe e pai de seus filhos.


Minha irmã uma jovem saudável que adorava a vida, sempre me lembro que ela me dizia: "Eu quero mais é viver e ver meus filhos crescerem" e agora não a tenho mais... 
Minha mãe perdeu uma filha e a cada dia ela se pergunta: "por que com ela e não comigo?".Meus irmãos não tem mais a mesma vida o mesmo sorriso assim como eu.
Meu cunhado, a esse é Deus quem está confortando, afinal, ele sim ficou com a responsabilidade de 4 crianças e sem a sua esposa a qual  ele tanto amava... e ama... e sofre a cada dia.
 Um crime que aconteceu dia 5 de Dezembro de 2009. Um adolescente de 17 anos
e seus amigos em um carro, estavam bêbados e se divertindo, se exibindo no carro do papai... atropelou minha irmã na calçada...  ela morreu na hora. Minha sobrinha de 2 anos que estava com ela nada aconteceu, ela a salvou... era seu maior tesouro, sempre quis aquela filha adorada...

Com o assassino nada aconteceu. Na outra semana ele já estava com outro carro fazendo a mesma coisa. Aquele carro que tirou a vida da minha irmã não pôde mais ser usado, esta recolhido no pátio do Detran. 
" Assassino", sim... não tem outra palavra para se referir a um criminoso que se embriaga e atropela uma mulher, em cima da calçada."Acidente" não... não é acidente... ela não estava na rua, de bicicleta, de  pedestre, moto ou carro... ela estava na calçada... onde foi brutalmente atropelada e morta.
E o assassino como ainda não tem 18 anos, não foi preso, nem mesmo julgado. Sua família nada sofreu...não sabem a dor que é perder um ente querido.
Esse país não tem justiça. Se um cidadão tem menos de 18 anos, pode sim matar, roubar, estuprar... nada vai acontecer, e mais...também pode votar não é obrigatório,mais pode... a justiça desse país tem que se chamar "injustiça". 
Minha irmã não é famosa, não tem poder, não é rica." O que isso tem a ver?" Vamos lá: se ela fosse rica, famosa ia ter justiça... só tem justiça para quem tem poder... esse é nosso país... esse é nosso Brasil. Impunidade, crueldade, injustiça... isso define meu sentimento, minha revolta."
 O que  me deixa perplexa, não é os gritos dos injustos e sim o silencio dos justos..."

Depoimento de minha amiga Cátia Silva( irmã de Luzia Aparecida da silva)  

Um comentário:

  1. Obrigada amiga é triste mas é real, enquanto nao ocorrer com os poderosos, infelizmente nada
    vai ser feito e vai ter muitas luzias, po ai com suas mortes impune...

    ResponderExcluir